PontesVolume 8Número 4 • julho de 2012

O futuro que queremos?


A declaração final da Rio+20 deixa uma série de dúvidas. A principal delas talvez seja: estaremos preparados para oferecer respostas institucionais que acompanhem a velocidade das transformações provocadas pela interferência humana no meio ambiente? Para além disso, é necessária uma reflexão acerca do modelo adotado atualmente para a discussão de temas de interesse multilateral. A paralisia nas negociações da Rodada Doha e a considerável dificuldade de obtenção de avanços na agenda ambiental nos obrigam a pensar em alternativas.

Este número do Pontes oferece uma série de análises que buscam interpretar os resultados da Rio+20, partindo dos mais variados setores da sociedade. Representando o governo do Brasil, contribui Leonardo Fontes; uma organização não governamental, Paula Collet; uma associação setorial, Luiz Fernando do Amaral. Finalmente, Marianne Schapper oferece a perspectiva de uma pesquisadora diretamente envolvida com o trabalho de organizações internacionais. O objetivo de todos esses artigos é oferecer uma perspectiva sobre o legado deixado pela Conferência.

Ademais, esta edição do Pontes apresenta dois artigos dedicados ao sistema multilateral de comércio. O editorial apresenta as principais conclusões do Exame de Políticas Comerciais da China, discutindo a sua repercussão. Na sequência, Raúl Torres analisa a participação dos países da América Latina no Mecanismo de Solução de Controvérsias da Organização Mundial de Comércio.

Resultado de uma ampla reestruturação das publicações do ICTSD, o Pontes que chega até você, prezado(a) leitor(a), busca não apenas tornar a sua leitura mais agradável, como também aumentar a sua interação com a equipe editorial. Por isso, gostaríamos de convidá-lo(a) a opinar sobre as mudanças aqui apresentadas, além de comentar as notícias publicadas no site do Pontes. Caso queira nos escrever um e-mail, o endereço é [email protected].

Esperamos que aprecie a leitura.

A Equipe Pontes