Pontes QuinzenalVolume 8Número 11 • novembro de 2013

Autoridades russas inspecionam frigoríficos no Brasil


Discuss this articleShare your views with other visitors, and read what they have to say

Autoridades sanitárias da Rússia desembarcaram no Brasil em 25 de novembro para vistoriar estabelecimentos que produzem carne bovina, suína e de aves. A missão será dividida em três grupos para visitar propriedades rurais, laboratórios e frigoríficos em Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. As vistorias ocorrerão entre os dias 26 de novembro e 6 de dezembro.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), trata-se de uma inspeção de rotina normalmente realizada duas vezes ao ano. A Rússia é o mais rigoroso entre os países importadores de carne brasileira e já impôs restrições a vários frigoríficos do país, embora haja um constante esforço por parte do setores público e privado no Brasil para se adequar às exigências russas.

Em 2011, autoridades russas suspenderam a importação de carne de diversos estados brasileiros, sob o argumento de que apresentavam condições sanitárias insatisfatórias. No final do ano passado, a Rússia retirou o embargo de três estados brasileiros e habilitou novas plantas localizadas em estados não embargados. Todavia, algumas plantas ainda constituem alvo de restrições.

A chegada da missão russa ao Brasil ocorre dias após a reunião entre o chanceler brasileiro, Luiz Alberto Figueiredo, e o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, em Moscou (Rússia), para discutir as relações bilaterais e aprofundar a associação estratégica entre os dois países no âmbito das organizações internacionais.

O Brasil é o maior parceiro econômico da Rússia na América Latina, e os dois países mantêm relações próximas no âmbito do G-20 e dos BRICS. Embora tenha sido abalado pela crise, o comércio entre os dois países cresceu quase 300% entre 2003 e 2012. “Estamos no caminho para alcançar um volume anual de comércio de US$ 10 bilhões, meta estabelecida pelo ex-presidente brasileiro Lula da Silva e pelo presidente russo Vladimir Putin”, comentou Lavrov.

Na oportunidade, Figueiredo exprimiu sua satisfação pela decisão da Justiça russa de conceder a liberdade sob fiança à ativista do Greenpeace Ana Paula Maciel, detida juntamente com 30 outros ecologistas durante protesto contra a exploração de petróleo no Ártico, em 19 de setembro. “Estou muito contente com a coincidência de ter sabido da decisão do tribunal quando cheguei à Rússia”, destacou o ministro brasileiro.

Reportagem Equipe Pontes

Fontes consultadas:

Agência Brasil. Brasil e Rússia querem intensificar negócios em US$10 bilhões. (20/11/2013). Acesso em: 26 nov. 2013.

Gazeta Russa. Brasil e Rússia reforçam parceria estratégica. (21/11/2013). Acesso em: 26 nov. 2013.

MAPA. Missão russa visita estabelecimentos brasileiros. (25/11/2013). Acesso em: 26 nov. 2013.

Pontes. Brasil e Rússia avançam em negociações, mas embargo persiste. (15/02/2013). Acesso em: 26 nov. 2013.

Add a comment

Enter your details and a comment below, then click Submit Comment. We’ll review and publish the best comments.

required

required

optional